[UCL’08-09 8ªs ida] REAL MADRID 0x1 LIVERPOOL

3 comentários sobre “[UCL’08-09 8ªs ida] REAL MADRID 0x1 LIVERPOOL”

  1. Jorge,

    Quem bom que voltaste! Acho importantíssimo não perder o vínculo com uma paixão. O GRÊMIO só vai me dar desgosto caso tome o caminho sem volta rumo a um antro de dirigentes falcatruescos ou se falir.

    O GRÊMIO permite o exercício de conviver e de encontrar pontos em comum com pessoas de idades, ideologias, profissões, classes sociais e religiões completamente diferentes. Pra mim, é absolutamente normal: embora tenha me criado em um ambiente burguês e conservador (como acontece com a maioria das pessoas) e conviva muito pouco com pessoas pobres, sempre procurei estar ao lado delas.

    Eu vejo isso como uma troca e como uma comprovação de que ninguém é mais ou melhor do que ninguém, apesar da mídia, dos empresários, dos magistrados da crença na tradição e na ‘certeza’ da palavra dos pais contribuir pesadamente para a intolerância, para o egoísmo, para o consumismo e para a divisão das pessoas em castas ou estamentos.

    Pra mim, não é questão de democracia nem de tolerância. Porém, a sociedade anda degringolada justamente por causa da ignorância generalizada.

    E ignorância não tem a ver com o peso do bolso, com a profissão, com a idade, com a religião, com o idioma nem onde se nasceu: o ignorante ignora ou porque não conhece uma forma de tensionar o status quo, ou porque sabe que qualquer tensionamento pode lhe tirar aquilo que acha que tem.

    []’s,
    Hélio

  2. Caro Hélio!

    Onde fiz um reencontro com o Monumental da Azenha. Depois de nove anos sem ir a campo, a última vez foi na estréia do desastrado Astrada, isso em 2000. Uma extressante e intensa participação no governo Olívio, um doutorado, a segundona, o pay-per- view, o Odone, entre outros, fui ficando longe da Azenha, mas ontem voltei. Gostei muito e encontrei muitas diferenças. A principal é o show da torcida, impagável, emocionante, como vivi naquelas arquibancadas outros momentos, em que a torcida se calava, posso dizer que o ato de torcer mudou, e muito, para melhor. O lamentável é o aparato policial-militar chega a ser assustador, será sempre assim?

    Sobre o jogo: gostei muito do Adilsom, muito firmeza, bom passe, sem pancadaria; o Techeco, também, teve boa atuação; o Souza variou, mas os lances mais agudos foram com ele, no fim meio que sumiu; enfim temos laterais; o guri acho que entrou numa fria; e os atacantes ficaram devendo, mas lutaram. Acho que a falta é de um grande comandante em campo, o cara que toma decisões e empurra o time, como o De Leon, ou a dupla Dinho e Adilsom com o Felipão.

    No geral, acho que foi uma boa estréia, com a vitória seria melhor, o que ficou marcante foi a atuação do time. Tomara que evolua com os novos “correntinos”, o Herrera é brigador e Maxi Lopez pode ser cabeceador, que o Grêmio sempre teve e que não tem. Vamos ver. Estou otimista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s