GRÊMIO, FUTEBOL, BRASIL: CLUBES SEM PATRIMÔNIO = APENAS MARCAS

4 comentários sobre “GRÊMIO, FUTEBOL, BRASIL: CLUBES SEM PATRIMÔNIO = APENAS MARCAS”

  1. Interessante esse teu post… falar sobre a realidade do esporte nos EUA eh algo que pra muitos se torna complicado, pois eh totalmente diferente. A quantidade enorme de “concorrentes” entre as atividades esportivas nao acontece aqui! La ateh um campeonato de pesca se torna lucrativo!!

    Agora, na Inglaterra, onde o futebol eh forte (tem o rugby que eh popular por la) a questao dos times serem vendidos foi bem delicada… muitos torcedores fanaticos nao aceitaram a ideia e se na me engano, foram torcedores do MAN U que criaram um clube apos a negociacao em bolsa das acoes e compra da maior parte por um investidor americano.

    Bom, o KIA (aquele da MSI) investiu no West Ham, tanto eh que o Tevez e Mascherano sairam do Corinthians direto pra la.

    Mas se a gente perceber, nos EUA o esporte eh mais “profissional” na sua administracao a quase 50 anos… na Inglaterra, desde o Relatorio Taylor de 1990, os clubes mudaram totalmente sua postura. Foi ai que comecou a remodelacao dos estadios, e da maior profissionalizacao de tudo que envolve o futebol por la.

    Ah, e no Brasil, se nao me engano, eh proibido por lei, um clube ser vendido. Entao, por enquanto, nao vai acontecer o que passa nos EUA e Inglaterra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s