GRÊMIO, ARENA: FATOS, PESSOAS E INTERESSES I

Charge de EUGÊNIO NEVES, que mostra o que está oculto na ação dos vereadores de Porto Alegre

Charge de EUGÊNIO NEVES, que mostra o que está oculto na ação dos vereadores de Porto Alegre

Caríssimos cidadãos brasileiros, sul-riograndenses e porto-alegrenses, sejam vocês gremistas, colorados, favelados, megaempresários, de viés político de direita ou de esquerda,

PORTO ALEGRE está-se tornando uma cidade cujo microclima tem sido severamente alterado. Vamos aos dados:

Entre 25% e 33% de toda a emissão de carbono de volta à atmosfera que paira por sobre a nossa cidade decorre dos escapamentos de veículos movidos a combustível fóssil (derivados do petróleo), da monocultura extensiva de cana (álcool) e mamona, da construção de ruas, pontes e espigões de puro concreto revestido por pedras de alto poder refletor de calor sem nenhum aproveitamento energético da luz solar. Por isso, insiste-se na construção de usinas hidrelétricas e em outra fonte de poluição do ar e de potencialização do EFEITO ESTUFA como as usinas de carvão ou termelétricas.

Portanto, fenômenos como a enchente em SANTA CATARINA e a intensa variação de temperatura em estações inversas aqui na GRANDE POA estão-se tornando cada vez mais freqüentes.

Enquanto a Alemanha, a Suíça, a Áustria e outros países de cultura semelhante do centro do Velho Continente evitam construir prédios residenciais e comerciais acima de quatro andares fora do centro das principais cidades; enquanto o equivalente ao nosso IPVA custa SEIS VEZES MAIS para os motoristas de Copenhagen na Dinamarca para quem quiser trafegar pelo centro da cidade; enquanto Londres não apenas impede a construção de prédios na margem sul do rio Tâmisa a fim de garantir a qualidade de vida de sua população ao facilitar a insolação da frente sul das residências como forma de diminuir doenças respiratórias, proliferação de fungos, permitir que roupas sequem mais rapidamente sem o uso de secadoras que consomem energia elétrica em excesso e aquecer mais facilmente os corpos de uma população deprimida por falta de calor, a CHINA, a CORÉIA DO SUL, os ESTADOS UNIDOS e, infelizmente, o BRASIL (em especial o RIO GRANDE DO SUL e PORTO ALEGRE), estão indo na contramão da história, pensando na pior forma de desenvolvimento possível, que é a insustentabilidade do ecossistema ao qual devemos preservar e de quem dependemos 100% para nos mantermos vivos.

Ao contrário do que os empresários responsáveis pela crise econômica atual pensam, eles deveriam, sim, para o bem da sociedade que adquire seus produtos, deixar de especular no capital de risco para investirem em uma matriz produtiva que proporcione a valorização da saúde, da inteligência, da vida e da racionalidade no uso de toda e qualquer fonte de energia, alterando o meio ambiente de maneira racional e pontual. Sempre com a desculpa do custo imediato e da demora do retorno, esquecem-se de que sua intenção não contempla o barateamento de novos materiais e de novos métodos de produção capazes de reaproveitar a água, o vento, a luz e o calor do sol. A arquitetura e a engenharia sustentáveis não podem mais ser vistos como um luxo nem como modismo mas, sim, como condição sine qua non de sobrevivência para o Homo sapiens sp. neste planeta.

Isso posto, de maneira alguma uma visão mais social e natural da vida urbana impede que a economia desenvolva-se, nem tampouco que a indústria da construção civil local deixe de prosperar ou que todas as esferas de governo deixem de arrecadar generosas somas em impostos, segundo informações obtidas por este blog a partir de indicações encontradas em outros blogs irmãos.

Neste post e no próximo, indico links e lanço uma pauta repleta de indícios que demonstram que não sou nenhum mentiroso, nenhum alienado e nenhum cidadão irresponsável. Exemplos:

INFORMAÇÕES E COMPORTAMENTOS que denota uma relação simbiótica demais (pra dizer o mínimo) entre os representantes eleitos para serem representantes dos interesses da maioria da população e vários dirigentes e lobistas da indústria da construção civil local conhecidos por não investirem no desenvolvimento sustentável da nossa cidade ();

– As investigações da emissora ESPN BRASIL em relação ao destino das verbas públicas utilizadas nas obras do PAN de 2007 e à remodelagem do estádio BEZERRÃO, palco do recente amistoso BRASIL 6×2 PORTUGAL e da decisão do BRASILEIRÃO 2008 GOIÁS 0x1 SÃO PAULO;

– O exagero da verdadeira importância social e econômica da realização da COPA DO MUNDO de 2014 (SUPERFATURAMENTO NO MARACANÃ; estádio em BRASÍLIA pra que?!) em um país que, apesar do seu crescimento acima da média nos últimos anos, até lá ainda será bastante subdesenvolvido e DESIGUAL – vide o lobby pela OLIMPÍADA de 2016 no RIO DE JANEIRO;

– O estranhamento de um doutorando em Economia pela UFRGS e auditor do BANCO CENTRAL DO BRASIL a respeito da explosão dos valores das construções na capital gaúcha nos últimos anos em relação à quantidade de famílias com poder aquisitivo suficiente para adquirir imóveis tão caros;

– As pessoas relacionadas ao GRÊMIO envolvidas em seriíssimos problemas com a Justiça;

– E, finalmente, a insistência na abertura da perigosíssima jurisprudência que deverá ocorrer caso aprovem os projetos PONTAL DO ESTALEIRO, REFORMA DO BEIRA-RIO e ARENA DO GRÊMIO (bem como o nebuloso FUTURO DOS ASSOCIADOS PATRIMONIAIS), com conseqüências terríveis para a salubridade de PORTO ALEGRE.

Neste post, citei o envolvimento do especulador financeiro EIKE BATISTA; lancei a constatação de que muitos vereadores e deputados estaduais defensores da burla ao PLANO DIRETOR de PORTO ALEGRE deram de ombros para a FRAUDE NO DETRAN-RS e também para o fato de vários dos citados judicialmente estarem ligados à GESTÃO ODONE no GRÊMIO, bem como a esmagadora maioria dos conselheiros e associados influentes que ora pregam ética, moral e transparência em relação a tudo o que envolve o clube.

No próximo post, a ODEBRECHT; a OAS de ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES e, finalmente, um paralelo do comportamento da RBS parecidíssimo com o de sua co-irmã de propriedade dos herdeiros do finado “coroné” nas questões recentes envolvendo mudanças radicais na paisagem urbana porto-alegrense.

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em ATIVISTAS
4 comentários em “GRÊMIO, ARENA: FATOS, PESSOAS E INTERESSES I
  1. […] de esquerda, PORTO ALEGRE está-se tornando uma cidade cujo microclima … Veja o post completo clicando aqui. Post indexado de: […]

  2. Eloy disse:

    Quando o Grêmio saiu da Baixada para o Olímpico em 1954, foi um enorme avanço para o clube. Agora, da mesma forma o Grêmio dará um passo gigante no estrelato mundial do futebol. O Grêmio já é grande no cenário futebolístico mundial. Imagina com um estádio dessa grandeza. A la fresca tchê, o negócio tá ficando bueno. Viva Odone e companhia. Será o nome idolatrado do Grêmio moderno.

    • Raciocimius disse:

      Eloy.. concordo contigo. Não sou gremista mas tenho que admitir que este projeto dará muito orgulho para a cidade e principalmente para os gremistas, pois será de nivel internacional, do tamanho que o grêmio tem que ser

  3. […] JAMAIS PODEMOS ESQUECER DOS PODERES QUE DESEJAM LIQUIDAR COM A AUTONOMIA DO GRÊMIO E COM A QUALIDAD… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,597 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: