MÍDIA + IDEOLOGIA: TENDÊNCIA + HIPOCRISIA

https://i2.wp.com/www.liberatemedia.com/wp-content/uploads/2008/06/personalcircuits1.jpg

Normalmente, textos desconstrutivos são chatos e, em muitos casos, incompreensíveis ou polêmicos. Isso ocorre porque, de maneira geral, todo estranhamento e toda a tentativa de enxergar a questão “de fora” permitem que se encontre várias contradições embutidas dentro das instituições e grupos nos  quais todos sem exceção participam na sociedade. Tal processo é doloroso porque todos têm crenças e posicionamentos e desejam ardorosamente conquistar novos adeptos às suas causas. Todo mundo (inclusive eu e quem pensa como eu) é incoerente, preconceituoso, ardiloso e mesquinho quanto quem pensa die maneira diametralmente oposta. E, eventualmente, podemos até estar do mesmo lado em determinadas questões.

Eu acredito que QUALQUER mídia (grande ou pequena, de massa ou não, declaradamente ou não de esquerda ou de direita) vive da seguinte equação:

Economia + política + ideologia + técnica = agenda + pauta + estilo (criados e definidos por alguém que possui determinadas crenças para um público que compartilha dessas crenças).

Todos, sem exceção, revelam parcialmente, omitem, distorcem e precisam vender a (des)informação que influencia e é influenciada tanto por esse público que crê no veículo em questão como pelos patrocinadores e acionistas que mantêm esse negócio.

Se o mundo econômico fosse predominantemente socialista, comunista, anarquista, monarquista ou sei lá o que, haveria a mesma preocupação que temos como orientados pelas idéias de esquerda clamando por maior democratização dos meios de comunicação e pela validade do diploma de jornalismo mesmo se o agendamento e os mantenedores do sistema midiático fossem de um campo diametralmente oposto.

Neutralidade não existe. A verdade em geral também não, pois a minha verdade não é igual à de mais ninguém, assim como eu vou ter razão total, parcial ou negativa de acordo com quem me lê.

Eu creio que a direita só tem razão em 20% de suas demandas e que a esquerda tem razão em 60%. Tem gente que dá 100% para um lado e 0% para o outro (e vice-versa). Mas essa é uma escolha, um problema, uma virtude ou um defeito meus e daqueles que partilham de grande parte do mesmo pensamento.

Gênios não existem, pois toda unanimidade é burra. E estúpidos ao extremo também não existem, pois a contradição está dentro de cada um de nós.

Enquanto não me apresentarem para outras, seguirei crendo que há apenas duas únicas verdades “verdadeiras”. A primeira é: eu acredito naquilo em que acredito porque é nesses valores em que quero acreditar e não acredito naquilo em que não acredito porque não é nesses valores que quero acreditar.

Ser de esquerda não é ser comunista ou arnarquista e tampouco ser contra o capitalismo: mas é ser contra o neoliberalismo, contra o estado mínimo, contra o consumismo, contra o egoísmo e contra a falta de politização. Também não é necessário, para ser de esquerda e ter o direito à ter sua voz ouvida, sua opinião respeitada e fazer parte de deliberações políticas, econômicas, sociais e afetivas voltadas ao interesse altruísta e coletivo ser partidarizado ou sindicalizado.

Pensar como eu penso não é jogar na lata do lixo pensadores como MARX, GRAMSCI, FOUCAULT, PAULO FREIRE e tantos outros.

Quem disser que não existe política, ideologia, economia, preconceito e disputa de poder em todas as instâncias da vida (até mesmo nos afetos e no altruísmo) tende a acreditar em “bons” e “maus”. Pior: tende a crer que é sempre uma pessoa “boa” e que todo “mal” é justificável porque visa a “bondade” pessoal ou coletiva. Todavia, grande parte dos objetos empíricos dissecados por esses pesquisadores estão relacionados a um determinado contexto social, econômico e cultural que é muito diferente daquele no qual nos encontramos. Dessa forma, considero que a pesquisa das ciências humanas com um viés esquerdista será tão competente quanto a sua capacidade manter-se sob a mesma ideologia criticando e fundamentando teoricamente as contradições e os modelos anteriores com o mesmo conhecimento de causa com que propõe novos modelos relacionados a cada contexto.

Pra terminar, uma provocação: será que muitas pessoas sabem ou querem mesmo saber que precisa ser salvas? Se elas sabem, como é que sabem? E, sabendo que sabem, será que elas querem MESMO ser salvas?

Eu ainda creio que sim. Mas é preciso entender quem não pensa assim. E eu não posso impor nada a quem não estiver sendo receptivo. Dessa forma, me parece que a quantidade de pessoas supostamente manipulada pela mídia de massa neoliberal e oligárquica capaz de abrir os olhos caso tenha acesso a outro tipo de informação seria mínima.

Afinal de contas, quem é que disse que o meu jeito de educar e conscientizar é o jeito pelo qual as pessoas desejam ser educadas ou conscientizadas?!

É por isso que tendemos a nos aproximar de quem possui maiores afinidades conosco. E é por isso que tendemos a acreditar em algumas coisas e a não acreditar em outras: algumas delas nos mobilizarão. Outras, não.

Muito me alivia saber que não sou perfeito, nem coerente, nem santo, nem mocinho: isso faz com que eu me sinta menos hipócrita e ainda mais disposto em crer naquilo em que creio e em fazer aquilo que eu faço.

Se cada um refletisse dessa forma com concentração e seriedade à sua própria maneira, certamente teríamos um mundo melhor.

, , , , , ,

Powered by ScribeFire.

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , , , , , , ,
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,065 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: