ESQUERDA DE PORTO ALEGRE, REFLITA


A defesa incondicional, acrítica, tendenciosa e desinformada do PT, de LULA e das ações de esquerda baseadas em dicotomias não possui mais o menor sentido.

Dada a enorme dificuldade em vários militantes de partidos e de sindicatos acostumados a enxergar a atividade de esquerda como dependente e idólatra desse modelo ineficiente para o contexto social contemporâneo nas respostas ao excelente post do DIÁRIO GAUCHE do CRISTÓVÃO FEIL ou eu precisemos desenhar para que as pessoas entendam o que nosso amigo blogueiro e sociólogo quis dizer na sua fala, vou tentar dizer mais ou menos o mesmo, só que de uma forma diferente. ;)

1) O mundo está fragmentado e não bipolarizado: não existe mais um povo uno, uma massa uniforme mas, sim, uma MULTIDÃO (NEGRI e HARDT), que se une tão-somente quando lhe interessa atingir determinadas demandas bem pontuais e não municipais, estaduais, nacionais, continentais ou mundiais. Isso significa que pessoas de diferentes profissões, classes sociais, culturas e nacionalidades se juntam apenas quando elas querem, sem nenhuma espécie de filiação, de liderança vertical ou de vínculo político ou ideológico permanente: solucionou o problema? Dispersa! Na emergência de alguma outra demanda pontual, vai haver outros grupos multitudinários diferentes, com alguns indivíduos que participaram de um determinado movimento e outros de outros. É por isso que não dá pra partidarizar, sindicalizar ou ideologizar;

2) As pessoas vivem em REDES SOCIAIS e não isoladas em grupos estanques. Todos os grupos possuem laços que os ligam a todos os outros, mesmo quando discordam deles. Não dá pra pensar em não querer dialogar nem debater com A ou B porque eu penso C. Afinal de contas, A e B podem precisar de mim e eu mais ainda deles na solução de pendengas em comum;

3) Nos grandes centros urbanos, o que menos se tem são “operários”. E a figura do “proletário” não existe mais: serviços e o comércio de bens imateriais oferecem muito mais oportunidades do que a indústria;

4) Fora consultoria jurídica e, em alguns raros e honrosos casos como o do Sindicato dos Engenheiros do RS, que proporciona UNIMED por metade do preço a seus filiados, existe tanto oportunismo, desvio de dinheiro, má gestão, nepotismo e politicagem como em qualquer partido, empresa ou repartição pública. Os sindicatos pedem emprego quando deveriam financiar cursos de empreendedorismo, gestão, noções de direito tributário, recursos humanos e, finalmente, parcerias com os 5S, a fim de evitar que seus filiados permaneçam como “empregados”, “funcionários”, “proletários”. Isso se chama oportunismo, ignorância e preconceito contra ciências como Economia e Administração (coisa de ‘capitalista’ ou de ‘burguês’);

5) O uso da mídia corporativa, o excesso de individualismo, o consumismo e os interesses de quem patrocina essa mídia (latifundiários, grandes industriais, políticos, banqueiros e multinacionais) significam o INTERESSE em despolitizar as questões. Contudo, as pessoas fazem PRODUÇÃO BIOPOLÍTICA ao denunciarem questões como a da GONÇALO DE CARVALHO, do PONTAL DO ESTALEIRO, da ARENA DO GRÊMIO e da VILA SÃO JUDAS TADEU;

6) A esquerda não sabe usar a internet e insiste em dar murro em ponta de faca: a população como um todo está CAGANDO para estudantes, professores, bancários, sindicalistas, sem-terra e assim por diante. Manifestações em espaço público urbano só podem funcionar quando setores de fora dos partidos, dos sindicatos e dos próprios cidadãos prejudicados souberem atrair outros setores da sociedade para dar volume às suas demandas. Sozinhos, nunca conseguirão nada, pois só pensam em confronto e na diferença ao invés de pensarem em parcerias e nos pontos em comum.

Portanto:

– Pra que depender do Estado?!

– Pra que depender da Igreja?!

– Pra que depender dos partidos?!

– Por que depender da boa vontade de quem estiver disposto a dar um peixe ao invés de sentir que assim como está não pode ficar, levantar a bunda da cadeira e procurar ajuda de quem pode ensinar a pescar?!

– Por que confiar e se iludir com esse sistema representativo absurdo?!

Graças a tudo isso, a direita e os cidadãos não-politizados de classe média e alta envolvidos com ONGs + VOLUNTARIADO fazem muito mais do que os governos de esquerda em relação a demandas pontuais e serão muito mais lembrados pelas comunidades as quais ajudam do que qualquer político.

A ESQUERDA PARTIDÁRIA E SINDICAL PORTO-ALEGRENSE TORNOU-SE TÃO CARETA, CARRANCUDA, CONSERVADORA, TENDENCIOSA, OPORTUNISTA E PRECONCEITUOSA COMO O PIG E A DIREITA.

ESQUERDA SE FAZ COM ALEGRIA. ESQUERDA SE FAZ SEM PARTIDOS. ESQUERDA SE FAZ ACEITANDO A PARTICIPAÇÃO DE QUALQUER UM EM TORNO DA MESMA CAUSA.

A ESQUERDA DEVE FISCALIZAR, PROPOR, ACOMPANHAR E FAZER, DE MANEIRA DESINSTITUCIONALIZADA.

SEJAM CIBERATIVISTAS. DO CONTRÁRIO, PERDERÃO NÃO APENAS OS ANÉIS E OS DEDOS, MAS AS MÃOS E OS PÉS.

QUEM NÃO APRENDER A PENSAR ASSIM, QUE SE JOGUE DA COBERTURA…

https://i0.wp.com/farm2.static.flickr.com/1317/1104709726_e426d7474a.jpg

__________
Technorati Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,034 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: