NÃO SE PODE CONTESTAR O STJD. SENÃO…

Um comentário sobre “NÃO SE PODE CONTESTAR O STJD. SENÃO…”

  1. Legal Hélio, estou escutando neste momento a apuração, parece que o Duda vai ganhar.O Duda é um cara que me agrada em vários os sentidos,minhas restrições são quanto aos seus acompanhantes, mas isto já foi debatido! O novo presidente do Grêmio terá todo o apoio de que sou capaz! Sds tricolores

  2. André,

    Legal a tua contribuição. Também achei destemperada a fala do eterno presidente Koff. Ele exagerou em sua reação e não se expressou bem. Mas eu entendi que a birra dele foi com a manifestação de Odone e de Antônio Vicente Martins devido à sua discordância em função de Koff ter aberto o seu voto.

    Ora, se o ATUAL presidente do clube, mesmo tendo lado, não se porta como um magistrado; se o espaço dado ao pessoa da chapa 2 em toda a mídia esportiva porto-alegrense sempre foi maior devido ao fato de que algum dirigente atual tende a ficar mais exposto; e se os anúncios da chapa 2 são maiores, coloridos e mais caros utilizando-se da mesma programação visual (fonte, layout e logomarca semelhante) da publicidade oficial do GRÊMIO criada pela STANDARD OGILVY, então por que diabos KOFF deve ser criticado por não estar em cima do muro?!

    Enfim… Recém cheguei em casa e vou publicar fotos e minha impressão sobre o ambiente eleitoral.

    []’s,
    Hélio

  3. 17/10/2008

    A rádio-poste e a eleição gremista

    Rádio-poste. É assim que me sinto aqui neste meu refúgio, de tão poucos leitores que tenho, alguns com inúmeras personalidades, ou seja, é como um eleitor votando várias vezes.

    Pra quem não sabe, rádio-poste é um alto-falante pregado num poste de rua e alguém fazendo locução de reclames (anúncios), notícias e música também, imagino eu.

    Meu consolo: o Maurício Sirotski começou seu império assim, com uma rádio-poste lá em Passo Fundo.

    Quem sabe um dia não terei a Ilgo Corporation ou o Grupo Ilgo de Comunicações?

    Se bem que o Maurício tinha menos de 20 anos quando começou e eu já vivi meio século.

    Bem, não importa, aqui da minha rádio-poste, sem a pretensão de querer influenciar na eleição do Grêmio, quero dar a minha contribuição aos associados do clube ainda indecisos.

    Na dúvida, faça como eu. Por exemplo, se o presidente Lula diz que a crise mundial não vai afetar o Brasil e que tudo não passa de uma ‘marola’, eu vou pelo lado oposto.

    Assim, dependendo de que lado estão determinadas pessoas, é prudente pegar outro caminho.

    No caso da eleição gremista, aconselho que os eleitores prestem atenção de que lado estão os colorados.

    Lembrem-se: no Gre-Nal dos 4 a 1, os colorados gritavam ‘fica Roth’. O contrário também vale. No mesmo jogo, antes da goleada acontecer, os gremistas gritavam ‘fica Clemer’.

    Então, eleitores gremistas, vejam quem os colorados da crônica esportiva estão defendendo em sua maioria (não há unanimidade). Mas há um grupo grande e influente pendendo para um lado.

    Feita a avaliação, vote no candidato oposto, porque esse com certeza é o que os colorados não querem. Não será bom para eles. E se não é bom para os colorados, é bom para os gremistas. E vice-versa.

    É óbvio que essa dica só vale para quem sabe quem é quem.

    Simples, não?

    Em que eu voto? Eu não voto.

    Não sou sócio do Grêmio.

    Não voto, mas tenho opinião. E não fico em cima do muro.

    Vejo qualidades nos dois candidatos, Vicente e Duda. Os dois com apoios importantes.

    Estava indeciso até há poucos minutos. Na rádio Gaúcha, o ex-presidente Koff chamou Vicente de ‘ordenança’ do Odone. Ouvi um Koff furioso, desesperado, mal-educado, grosseiro. Uma postura não compatível com a sua trajetória pessoal e profissional.

    O Koff, quando o Grêmio caiu para a segundona, poderia ter largado o Clube dos 13 para ajudar o clube a retornar. Não quis. Tudo bem, respeito. A história de Koff é grandiosa demais. Mas é história.

    No futebol, como em tudo, o que vale é o presente, quem está ali para arregaçar as mangas e trabalhar.

    O Paulo Odone pegou uma herança maldita e fez o que fez. Ele teve um ganho político nisso? Teve, mas o ganho que o Grêmio atingiu com ele no comando é incomensurável. Não nutro maior simpatia pelo Odone, mas é outro de trajetória vitoriosa no Grêmio.

    Se eu votasse, votaria no Vicente. Só lamento que ele e Duda Kroeff não estejam juntos, porque ambos reúnem condições para comandar o Grêmio.

    Escrito por Ilgo Wink às 20h02
    [(0) Comente] [envie esta mensagem]

    TEXTO DO JORNALISTA ILGO WINK, ACHEI MUITO APROPRIADO PARA O MOMENTO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s