MANUELA E BERFRAN DESCONSTRUÍDOS

O pragmatismo dela e/ou do PC do B e/ou do PPS é facilmente comprovado diante da constatação que a Nova Corja fez ao lembrar que o vice da “Aín, Beleuza?” fez a esmagadora maioria de seus 23.000 votos como deputado estadual reeleito aqui em POA.

Odone, Berfran, Britto, Proença, Busatto e Bernd sabiam muito bem o que estavam fazendo quando aceitaram “humildemente” serem “apenas” vices do PC do B. Primeiro, o partido “comunista” e o partido “popular socialista” juntos representam, no nome, uma “ideologia semelhante”. Para os muares humanos, soa como “coerência”.

Ao mesmo tempo, os caciques “queimados” por Britto e Yeda mantêm-se como eminências pardas, supostamente “à margem” do processo.

Como Berfran (isso é nome de pesticida que não age em eucalipto) é um dos mais jovens e menos salientes do PPS, mesmo grisalho e mais velho, não deixa de ser aquela velha enganação do “novo” outra vez.

Berfran é um representante do agronegócio e das privatizações, cuja atuação parlamentar não me deixa mentir. Os pepessistas (eta, gentílico horroroso!) eram a ala mais próxima do que são o PDS, o PFL e o PSDB dentro do PMDB. A fundação da sigla não foi apenas uma forma de Antônio Britto personificar a sua própria vontade de tentar a reeleição à revelia do PMDB: foi, acima de tudo, um golpe de mestre.

Percebam: uma legenda nanica, com um nome supostamente esquerdista, herança do desmantelamento do velho PCB, funciona como um inversor de valores para uma série de políticos gaúchos que sempre trabalharam com um discurso hegemônico instrumentalizado pela extrema direita.

Já o PC do B pensou apenas mercadologicamente ao desvincular-se da saudosa FRENTE POPULAR (nem sei que nome dar à coligação encabeçada pelo PT) e deve mesmo crescer, vencendo ou não esta eleição. Digo isso porque vivemos uma campanha de escasso valor conteudístico e de exagero de produção de uma imagem vendável para os candidatos.

Acho que nem mesmo a RBS, a RECORD e a BAND vão conseguir sustentar essa falsa subjetividade por muito tempo – a não ser que o pensamento “médio” porto-alegrense seja muito “tapado”…

Enfim… Acho que se passa muito tempo pensando nos jornais em função da documentação dos fatos para posterior análise. Contudo, a tiragem está caindo e ele é um veículo para conservadores que não surte o efeito necessário junto às demais camadas do eleitorado.

Embora a mídia corporativa trabalhe articulada, o rádio e a TV são meios mais “perigosos”.

A pior bomba não é textual mas, sim, feita de sons e de imagens em movimento.

Acho que é nessa direção que a blogosfera independente de esquerda precisa concentrar esforços de análise do discurso.

Não que o jornal deva ser esquecido. Mas a grande verdade é que muito pouca gente sabe ler decentemente, ao passo que ver e ouvir são atributos que não demandam um aprendizado formal.

, , , , , , , , , , , ,

Powered by ScribeFire.

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 308,296 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: