O RIO DE JANEIRO É MELHOR DO QUE POA I

17 comentários sobre “O RIO DE JANEIRO É MELHOR DO QUE POA I”

  1. É ótimo andar pelo rio de janeiro e ser assaltado, sentir o cheiro de maconha e morte que vem dos morros e favelas tão grandes quanto a cidade. Ver os morros ocupados por ladrões e traficantes, destruindo as belezas naturais do cenário, ficar preso no transito de uma cidade entupida de gente, de carros e poluição. E ter que suportar um calor infernal.

  2. kkkkkkkkkkkkkkkk
    finalmente UM GAÚCHO que concorda comigo!

    aproveita e aluga uma bike e dá umas voltinha
    por aí pra conhecer as ciclovias… vc vai ver um
    Rio melhor ainda!

    abraços, ninki

  3. O olhar em trânsito vê coisas que o olhar estacionado não vê. Os olhares que passam por aqui também descobrem coisas melhores do as que viram em outros lugares. Esta é só uma ressalva, pois acho muito bom esse exercício de comparar o que vemos estacionados com o que vemos quando em movimento e em lugares distantes do nosso estacionamento.

  4. SUZANA E SUELI: valeu pela presença! Vou ler com carinho a indicação da Suzana assim que tiver um tempinho (que pode ser mais tarde, depois que eu organizar as fotos, desde que minha irmã não queira dormir cedo). ;)

    []’s e :*
    Hélio

  5. Maia,

    Tenho um grande amigo, o ROnaldo Backer, publicitário, que faz parte de um grupo chamado CORREDORES DE ALMA. É uma turma de 6 a 8 corredores de diversos níveis diferentes, que participam de praticamente todo o circuito SESC.

    Um amigão meu de infância, o Daniel Rech, é personal trainer, triatleta e também montou um grupo: http://www.danielrech.com.br/

    Eu tô a fim de entrar no Corredores de Alma, mas preciso fazer um check-up, pois, apesar de agüentar caminhar bastante tempo por uma longa distância, meu limite pra correr é extremamente baixo: meu coração parece que vai sair pela boca; eu sinto a pulsação pelo meu corpo inteiro e, quando está muito quente, mesmo bebendo bastante água durante o exercício, se eu sinto que estou prestes a desmaiar, paro.

    Meu coração parece ser saudável. Minha médica conferiu. Porém, ela advertiu que meus pulmões não parecem estar 100%. Nunca fumei nem tive bronquite, mas me criei em uma família de fumantes.

    []’s,
    Hélio

  6. Grande Hélio. TAmbém sou fã do Rio que continua lindo. Eu, como corredor compulsivo, adoro correr no RJ. FAzer o circuito Leme até o Leblon ou a volta na Lagoa Rodrigo de Freitas e ouvindo uma batida legal no mp3 é a melhor coisa do mundo. E outro ponto que vale a pena visitar no Riiiiio é o Jardim Botânico. Grande Riiio.

  7. Conceição,

    Até onde sei, a dengue diminuiu 40% em todo o Brasil e aumentou 100% no Rio de Janeiro.

    O César Maia largou a prefeitura, já que não tem como se reeleger novamente. E acho que ele tá preparando terreno pro Rodrigo, filho dele e um dos líderes da tropa de choque anti-Lula depois que o carlismo morreu.

    Então, se faz muito pouco agora neste final de governo.

    []’s,
    Hélio

  8. Eu amo o Rio e admiro os cariocas que não cedem ao medo. Todas as vezes que vou aí aproveito a cidade bem melhor do que aproveito Sampa.
    Meu amigos vão comer pizza na madrugada, vão pra Lapa, andam esta cidade de cabo a rabo comigo, evitamos também a barra se for pra essa direção prefiro passar e ir para as praias fora do Rio.
    Mas me diga como está a história de mais de 40 mil infectados e 54 mortes de dengue aí?
    Pela imprensalona parece que a coisa tá pra lá de feia.

  9. Pois tive a felicidade de conhecer o Rio de Janeiro somente este ano, aos 45 anos de idade. Fiquei maravilhado (sem qualquer chiste com a cidade maravilhosa). Não é nada daquilo vendido pela mídia ou daquilo que nosso preconceito guasca pensa. O povo trabalha, e muito. Não é qualquer um que “guenta” passar o dia na praia, de um lado para outro com baldes de mate, pesando uns 20 ou 30 kg cada. Andei a pé no Centro, à noite e me senti super seguro. A cidade pulsa, vive, o tempo inteiro. Até a loucura do trânsito faz sentido. Ando louco de vontade de largar este RS retrógrado e preconceituoso.

  10. Nos últimos tempos (na verdade, nos últimos meses), tenho revisto uma série de conceitos que eu tinha meio que “enraizados” na minha mente. Um deles foi justamente a visão que tinha do Rio de Janeiro.
    Eu imaginava o Rio como uma cidade em “guerra total”, fruto da superexploração midiática do problema da violência que não é exclusividade carioca: cidades como Vitória e Recife são bem mais violentas. Sem contar que, conforme relato de um professor que fez doutorado na UFRJ, o Rio tem uma característica que faz de certos bairros mais seguros à noite do que Porto Alegre: gente na rua. E isso é muito real: tirando a Lima e Silva e outros pontos onde há bares, Porto Alegre morre depois que o sol se põe, o que faz a cidade ficar bem menos segura.
    Sem contar o fato de que, como antiga capital federal, o Rio de Janeiro é muito mais aberto à outras culturas e a pessoas vindas de outros Estados do que o Rio Grande do Sul. Parece exagero, mas não é: o preconceito está tão enraizado na sociedade gaúcha que é reproduzido até mesmo pela esquerda – muitos dos que votaram no Olívio em 2006 usavam como principal argumento contra a Yeda o fato dela ser paulista, não que ela era representante do pensamento neoliberal (argumento que seria destacado se o adversário fosse o Rigotto).
    Hoje em dia, o que mais me mantém ligado ao Rio Grande do Sul (além do fato de ter nascido aqui) é o clima: suo excessivamente, o que faz o calor ser extremamente desconfortável para mim. Assim, morar em cidades de clima quente se torna um problema, pois em Porto Alegre já sofro durante o verão, tomando banhos de suor mesmo em caminhadas curtas. Pelo menos aqui tem o inverno para compensar tudo o que suo no verão…

    Abraços, e aproveita a viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s