[CAN’08 C] CAMARÕES 5×1 ZÂMBIA

Eis a tão esperada (e mais do que necessária) recuperação dos Leões Indomáveis: Camarões não jogou uma partida maravilhosa e nem mesmo bonita, mas foi o suficiente para golear impiedosamente a fraquíssima seleção de Zâmbia (que não lembra nem de longe as seleções que orgulharam a nação do sul do continente dos tempos do ídolo Kalusha Bwalya – conheça mais aqui).

Zâmbia foi um time ingênuo, perdido, repleto de erros infantis. Do outro lado, o Brasil da África – única seleção africana a disputar cinco Copas do Mundo – com um verdadeiro craque na centroavância (como diria Paulo Sant’Anna) chamado Samuel Eto’o, agora acompanhado por alguém que, depois de muito tempo, pode compor uma perigosa dupla de ataque com o ídolo blaugrana: Joseph Desirée Job, autor de dois gols.

O experiente e competente Geremi, que já havia cruzado uma bola com perfeição para o 1º gol de Eto’o na derrota contra o Egito na 1ª rodada do Grupo B, desta vez abriu os trabalhos com uma cobrança de falta do lado direito, com o pé direito, que fez uma curva acentuada e rasante, cruzando em diagonal quase toda a área adversária e morrendo no lado direito da meta adversária, aos 28′.

Job ampliou aos 31′, após um cruzamento de longuíssima distância de Geremi a partir do campo de defesa que foi desviado por um companheiro. No meio do caminho, o que parecia ser uma interceptação fácil para o zagueiro zambiano tornou-se uma entregada bisonha para o atacante nº 21 dos Leões, que driblou o goleiro e concluiu com a meta vazia: 2×0.

Aos 43′, Achille Emana, o bom meia do Auxerre/FRA, também deixou a sua marca.

Aos 65′, o momento mais esperado da competição: Eto’o, de pênalti, bateu o recorde de gols somados em mais de uma edição da Copa Africana de Nações por um único jogador.

Aos 80′, Job conferiu para o fundo das redes o erro bisonho no recuo do zagueiro-direito de cabeça, que não encontrou o goleiro no lugar.

Pra encerrar os trabalhos comprovando que Camarões teve uma atuação pouco tranqüila na defesa apesar da amazônica superioridade do meio para a frente, um cruzamento rasteiro da esquerda encontrou o bom capitão Chris Katongo completamente livre. Ele emendou de primeira quase de carrinho, sem chances para o goleiraço Kameni, do Espanyol.

Final: 5×1. Saldo positivo, muitos gols pró, mas uma defesa muito vulnerável. Agora, falta apenas o Sudão para carimbar a vaga para as quartas de final.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com:
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,034 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: