CPMF: IMPOSTO JUSTO E HONESTO

Minha família é de classe média e moramos em um bairro considerado “nobre” de Porto Alegre, onde mora uma minoria pobre de espírito. Vivemos juntos eu, minha mãe de 74 anos e minha namorada.

Fiz uma escolha tardia pela qualidade de vida e por aprender a fazer bem feito aquilo que eu mais gosto, que é pesquisar e lecionar, depois de mais de uma década de insatisfação profissional em agências de publicidade e produtoras web. Agora, estou pastando para colher os frutos mais adiante.

Tenho 34 anos e sou bolsista CAPES no mestrado em Ciências da Comunicação na UNISINOS (uma das quatro universidades brasileiras que têm mantido seu alto conceito 5 nas últimas avaliações trianuais da CAPES na área).

Estou em uma universidade particular tradicional e de qualidade que, devido ao alto conceito do nosso curso, oferece anualmente 2 bolsas CNPQ (paga o curso e ainda dá uma ajuda de custo mensal de R$1.300,00) e 8 bolsas CAPES (paga o curso) para 50% dos mestrandos em Comunicação.

Isso é o Governo Lula investindo na qualificação dos formadores das próximas gerações de profissionais que deverão gerar desenvolvimento para o país.

Minha mãe é pensionista do INSS e do IPERGS.

A Mãe teve um tumor maligno em cada mama, ambos felizmente extraídos com sucesso no início de 2006. Ela fez quimioterapia, a primeira cirurgia foi particular, ela pagou caro e a médica “famosa” ainda deixou uma seqüela ao cortar errado um nervo.

A segunda cirurgia foi feita pelo IPERGS (convênio público, do Governo do Estado do RS, que desconta mais de R$400,00 na folha de pagamento mas que funciona, apesar de atrasar pagamentos a hospitais e médicos desde que o PT saiu do governo. E tanto Britto como Rigotto e Yeda sempre quiseram privatizá-lo).

Embora seja uma alta mensalidade compulsória e descontada na folha de pagamento, mesmo assim, é mais barato do que qualquer plano de saúde consagrado nacionalmente para a faixa etária dela.

Bem ou mal, também é um retorno ao tributo de quem contribuiu durante toda a sua vida profissional.

Hoje, por tomar tamoxifeno e por já ter passado por procedimentos de extração de carcinomas, a Mãe não precisa mais pagar o Imposto de Renda.

O último ano de vida do Pai também foi isento de pagamento, pois ele comprovou dois tumores malignos no esôfago que o vitimaram pouco adiante.

Pra terminar nosso caso familiar, eu sou portador do vírus HCV (hepatite C) genótipo tipo 1, contraído em uma transfusão de sangue pela qual passei quando ainda era um bebê de cinco meses.

Não bebo álcool desde os 22 anos e mantenho uma vida saudável em função disso. Em outros casos, quem segue bebendo com o vírus no sangue pode contrair cirrose ou câncer no fígado.

O tratamento é caríssimo: hoje, as injeções semanais de interferon peguilado e os cinco comprimidos diários de ribavirina custam mais de R$4.000,00/mês.

Pois o SUS irá me pagar as 48 semanas de tratamento.

Portanto, os impostos são, sim, revertidos para a população. A corrupção e o desvio de verba para uma finalidade diferente daquela firmada em documentos devem ser sempre combatidos. Mas que o retorno existe, não resta a menor dúvida.

Quanto ao SUS, o Governo Lula está investindo na saúde como nunca antes se investiu neste país. Pode até faltar dinheiro, outra parte pode até estar sendo desviada e isso precisa ser urgentemente corrigido. Falta hospitais, falta aumentar a quantidade de leitos, trabalhar mais a higiene, melhorar a qualidade da alimentação dos pacientes, liberar mais peças e aparelhos necessários para cirurgias de risco que não precisem ser ressarcidos ao hospital pelo paciente, aumentar o salário dos médicos e tudo o mais.

Mesmo assim, se formos pensar que, independentemente da qualidade de atendimento ser baixa, não há NO MUNDO um serviço público feito para atender a 100% da população de um país com mais de 40 milhões de habitantes

Lembremos que 47% dos mais de 300 milhões de habitantes dos EUA não estão cobertos nem mesmo pelo governo. Isso significa que, em números absolutos, se o Brasil tem pouco mais de 176 milhões de habitantes potencialmente cobertos pelo SUS, os EUA não estão nem aí para a saúde de 141 milhões de seus cidadãos e contribuintes.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com:
Publicado em ATIVISTAS
2 comentários em “CPMF: IMPOSTO JUSTO E HONESTO
  1. […] também o post do Hélio Paz, no Palanque do Blackão, em que ele fala sobre os impostos no Brasil que são, sim, revertidos para a população. E lembra […]

  2. paulovilmar disse:

    Hélio!
    Inspirado em tua história de vida e corroborando tua tese vou contar-lhe sobre meus quatro filhos.
    Minha filha mais velha, Carolina, nasceu em março de 1988. O médico era particular, um medalhão da UFSM, “sugeriu” que fizessemos o parto pelo SUS, à época INAMPS, no Hospital Astrogildo de Azevedo, pagando “por fora” ele e o anestesista. Assim fizemos. O parto ocorreu normal, mas o “medalhão” usou, na Ana, uma sonda, coisa qua já não se usava mais. Resultado: a Ana pegou infecção hospitalar e outro vírus, quase morreu, o médico simplesmente assustado, não sabia o que fazer. Ela só não morreu, porque foi atendida pelo Dr. Segala, que em um dia descobriu o virus, passou um xingão no “medalhão”, que eu ouvi! A Ana ficou 45 dias hospitalizada, o INAMPS pagou todo o tratamento e o Dr. Segala. O professor da Universidade teve a cara de pau de me cobrar o “por Fora”, não paguei!
    A Mariana, nasceu em 90, como tinhamos o trauma do Hospital de Santa Maria, um amigo nosso, médico em São Pedro do Sul, aqui pertinho, fez todo o pré natal e o parto lá mesmo, tudo pelo SUS, nenhum problema.
    O João Lucas, nasceu em 2001, todo o pré natal e o parto foram através de plano de saúde (UNIMED). Mesmo tendo plano, tivemos que pagar anestesista, material cirúrgico, tempo que ficou na CTI e mais um “por fora” para o médico, pois ele não atendia pelo plano da UNIMED. Ainda tivemos que pagar um médico pediatra, para recepcionar o nenê. Os pontos usados infeccionaram, a Ana teve que ficar 8 dias no hospital, ultrapassando o nosso plano e nos endividando de vez!
    Veio o Francisco, em 2005. Não sabíamos que a Ana estava grávida, quando ela passou mal e quase desmaiou. Como tem um posto de saúde perto de nossa casa, levei-a lá. Foi examinada e para nossa surpresa, o diagnóstico foi gravidez. Depois do susto, o médico do SUS, conversou conosco, explicando que pela idade da Ana, 43 anos(espero que ela não leia este coment) era bom procuramos a UFSM, pois lá havia um programa para gestantes de risco, etc. e nos encaminhou para lá. Resolvemos procurar o médico particular da Ana e paralelamente frequentar o programa para o qual fomos encaminhados. Na segunda consulta, deixamos de lado o médico particular, tal e excelência do serviço prestado na UFSM, via SUS. A Ana teve diversos problemas de pressão durante o pré-natal, tendo sido internada mais de três vezes. Quando o Francisco nasceu, no outro dia teve uma infecção urinária, que prontamente foi tratada e passou por uma bateria de mais de 18 exames caros, tendo sido constatado que ele tinha um refluxo vesico ureteral bilateral grau II. Foi diagnosticado a tempo, faz tratamento na UFSM desde então, toma remédio de uso contínuo(que poderia ser gratuito) e é examinado uma vez por mês, sendo que na próxima consulta o nefrologista acha que ele poderá deixar de tomar remédio. Tudo pelo SUS, desde o parto do Franscico, não tenho mais plano de saúde. Quando preciso vou ao posto perto de casa ou ao PA da UFSM, onde sempre fomos bem atendidos!
    Têm problemas? Têm, mas nenhum que torne o sistema inviável. As pessoas reclamam da demora? Reclamam, mas, por exemplo, no PA da UFSM nunca fiquei mais de 1 hora esperando o primeiro atendimento. Quando tive uma crise de pedras nos rins e fui no PA do Hospital particular, fiquei 2 horas até ser atendido por um enfermeiro.
    Eu, posso falar, não por estatística, por teses ou por leitura de entrevistas, posso falar por experiência própria, O SUS FUNCIONA!
    PS: para não correr mais riscos, fiz, também, uma vasectomia (pelo SUS)!
    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,495 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: