TV: FLA+FOGÃO+SPFC+GALO+RAPOSA x C13+GLOBO

Pela primeira vez em 21 temporadas de existência, o Clube dos 13 (que, hoje, é composto por 20 clubes) enfrenta a possibilidade de uma cisão. Alguns clubes, liderados pelo Flamengo, caso não consigam assumir o poder na eleição de amanhã, já sugeriram que podem até deixar de fazer parte da entidade para realizarem por si próprios as negociações de contratos de venda de direitos de transmissão de seus jogos.

O que parecia ser um ato de rebeldia ou de mera advocacia em causa própria agora toma contornos mais sérios. O presidente do Conselho Fiscal do Flamengo, Leonardo Ribeiro, liderou “uma pesquisa que mostra que o monopólio da Globo na transmissão dos campeonatos de futebol prejudica o crescimento das receitas dos clubes brasileiros”, repetindo a introdução da entrevista de Ribeiro para o jornalista Paulo Henrique Amorim, do blog Conversa Afiada e da Rede Record, a maior concorrente da Globo (leia aqui).

Ribeiro explica mais detalhadamente o resultado da pesquisa que conduziu em uma matéria publicada na Folha Online, dentro do portal UOL (clique aqui para ler – somente para assinantes).

O protesto do São Paulo contra o Clube dos 13, acompanhado por Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG e pelo próprio Flamengo (leia aqui) começa a fazer sentido, pois a globo jamais publicaria opiniões contra si própria.

Em um primeiro momento, o contrato de cessão de direitos de transmissão dos jogos de integrantes do C13 com exclusividade para a Rede Globo pareceu salutar. Naquele período, os maiores clubes brasileiros ganhavam muito pouco dinheiro pelos seus direitos de televisionamento. Mérito para o presidente Fábio Koff, responsável pelo contrato com a 4ª maior corporação de mídia do mundo.

Com o passar dos anos, o futebol profissional foi-se tornando uma atividade cada vez mais cara, reduzindo exponencialmente a capacidade de investimento dos clubes do nosso país, até chegarmos à baixa qualidade técnica e ao êxodo de jogadores medíocres para os mercados da Europa e da Ásia, principalmente. Hoje, tornou-se insuficiente o valor pago pela Globo por um pacote de produtos e serviços que poderiam ser desmembrados, conforme o conselheiro do Flamengo.

Todavia, os clubes, quase sempre no vermelho, pegam dinheiro adiantado com a empresa midiática, criando um círculo vicioso no qual a Globo paga menos do que o produto vale e torna os clubes seus reféns, pois ela só aceita adiantar a verba dos direitos televisivos caso eles renovem o contrato com ela.

Leonardo Ribeiro afirma o seguinte (reproduzido do post do Conversa Afiada citado no começo deste artigo – confira aqui):

“Televisão aberta, pay per view, jogo de quarta-feira, jogo de domingo, TV à cabo, TV fechada, aberta, eles botam tudo num produto só e vendem de uma vez só. Este valor fica muito elevado e somente a Globo pode pagar. Então, quando ela entra na concorrência ela entra para levar tudo ou nada. E se empatar, se ela tiver uma proposta muito alta e vier uma outra emissora e cobrir, se ela empatar ela leva. Ela joga pelo empate.”

Portanto, Ribeiro propõe que todos os produtos (jogo de quarta, jogo de domingo, TV a cabo, pay-per-view, internet, etc.) sejam vendidos separadamente. O dirigente sustenta a sua proposta da seguinte forma:

“Por exemplo, a ESPN pode pegar o jogo de quarta-feira, pode ir lá e concentrar a sua força econômica ali e aí a Globo vai ter que brigar ali com ela. Um outro produto qualquer, um jogo de clássico de domingo, esse aí a Record já briga só para esse jogo de domingo. Se você conseguir fracionar, e nós provamos isso no estudo, nuns cinco ou seis produtos, subprodutos, sai de R$ 200 e poucos, que é o contrato hoje, R$ 260 milhões, e pode chegar a R$ 750 milhões.”

Sobre o receio que os dirigentes dos membros do C13 têm em relação à quebra de parceria com a Globo, Ribeiro disse a Amorim o seguinte:

“Os dirigentes ficam constrangidos e tal. No final eles perguntam, quanto é que eu tenho aí para fazer o campeonato? Aí o cara fala, tem tanto. Aí vai e leva. Existe outro sistema perverso aí. Como há um sistema de adiantamento de recursos, o contrato que termina em 2008 a turma já está pegando grana de 2009. Aí fica fragilizado na negociação. Agora tem que pagar o décimo terceiro, aí a Globo vai e diz, “então eu não libero, se não assinar o contrato de renovação eu não libero”. Então tem um misto de dependência econômica e um misto dessa fraqueza dos dirigentes de peitar. Eu estou propondo aí, dentro dos sites independentes, abrir para o debate.”

____________________
O APITO DO BLACKÃO faz parte desse debate e concordamos com o flamenguista Leonardo Ribeiro: os clubes ganham pouco e precisam parar de repetir um dos grandes males que assolam a sociedade brasileira: muito antes de pensarmos em corrupção, tráfico de influência, propina, caixa dois ou coisa parecida, a falta de organização e de gestão acarreta na dependência financeira de monopólios ou de oligopólios. E, quando os dirigentes dos clubes deixam de travar embates importantes para o crescimento continuado das próprias entidades às quais representam, é sinal de que existe paternalismo e falta de coragem.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , ,
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,495 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: