GRÊMIO: FÊNIX EM 2006, ÍCARO EM 2007


GloboEsporte.com > Futebol > São Paulo

Inês está morta para o GRÊMIO: afinal de contas, não dá pra confiar em reles 8% de chances de classificação à Libertadores 2008 através de uma série de resultados paralelos envolvendo quatro ou cinco clubes em apenas duas rodadas quando quase todos os adversários diretos em busca da tão sonhada vaga jogam pelo menos uma vez contra adversários quase garantidos na próxima edição da Copa Sul-Americana ou já rebaixados.

Mano Menezes deverá ir embora, assim como Tcheco (ainda bem), Gavilán (difícil um clube pobre seguir pagando os salários de um jogador inativo durante meses por indisciplina), assim como Eduardo Costa não deverá ficar além da metade do ano. Saja, por lesão e devido a seu alto custo, também não deverá permanecer.

Então, haverá uma mudança radical e dramática de fotografia no plantel, na comissão técnica e, possivelmente, também na diretoria. No espaço de dois anos, a diretoria do TRICOLOR DOS PAMPAS pareceu ter feito um gigante adormecido acordar consciente do seu tamanho. Todavia, enganou a si mesma e à sua enorme torcida, sobretudo a seus 53.000 sócios pagantes que sustentam a folha de pagamento de um grupo de atletas contratado sem critério, rapidamente desfeito por não fazer contratos de longo prazo com os poucos bons jogadores desse período. Pior: a mesma direção criou inimizades e rivalidades desnecessárias com vários clubes em função do seu comportamento “corneteiro”, que não condiz com a cortesia e com a diplomacia necessárias à condução de uma entidade que move paixões, desperta admiração, ódio e inveja e que movimenta um orçamento anual maior do que o de quase metade dos municípios do Rio Grande do Sul juntos.

Não estou pondo a carroça na frente dos bois e tampouco sendo catastrofista. Mas a realidade de 2008 parece indicar meramente a luta pela sobrevivência na Série A do Brasileirão.

2005: de uma linda fênix renascida das cinzas, que resistiu bravamente à queda para o inferno (Série C) e á permanência no purgatório (Série B) para a conquista de uma vaga à Libertadores (2006).

2007: de um vice-campeonato da América do Sul para uma claudicante campanha que oscilou incompetência administrativa, excesso de lesões e falta de coragem e de categoria para haver mobilização e garra ao final da temporada, caindo um degrau na escala evolutiva.

Em 2008, precisamos torcer MUITO para que a fênix não se transforme em Ícaro, aquele personagem criado pelos gregos que grudou um monte de penas de aves nas suas costas com cera, atirou-se de uma montanha e, sem perceber que o calor do sol derreteria a cera, esborrachou-se melancolicamente no solo.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , ,
Publicado em ATIVISTAS
Um comentário em “GRÊMIO: FÊNIX EM 2006, ÍCARO EM 2007
  1. Andre Flores disse:

    Acredito que seu texto eh totalmente oportunista, o Gremio teve um ano de 2007 onde chegou a final de uma Libertadores, fato alcancado quatro vezes na historia e ainda foi campeao gaucho com meritos. Pagou o preco da exigencia imediata da uma torcida que tinha se acostumado a perder e num flash se viu entre os maiores da America. A realidade eh que o clube chegou a tanto sem estar preparado financeiramente para suportar essa turma. Se olharmos para os clubes frequentadores da Libertadores, Sao Paulo, Santos, e ateh o Inter, TODOS tem uma condicao financeira privilegiada se comparada ao Gremio. Esses clubes tem uma politica de contratos longos, porem contratos longos, se voce analisar, exigem dos clubes investimento alto. O Gremio infelizmente nao tem essa capacidade, como solucao todos os jovens talentos que surgiram no Olimpico tiveram contratos longos, e por isso foram bem vendidos .. Anderson, Lucas e C. Eduardo. Agora eh visivel que o clube nao tem capacidade de investimentos e acaba tendo que contratar jogadores disponiveis com passe livre, alguns ja em fim de carreira, infelizmente eh o que o mercado coloca. Se tu olhar TODOS os times que estao na frente do Gremio na tabela investem bem mais no futebol, tem folhas mais elevadas e capacidade de investimento melhor que a nossa, essa eh a dura realidade. O negocio e seguir apostando na base e formando bons jogadores, assim o Gremio teve sucesso sempre. Quanto a diretoria eu nao me preocupo, Paulo Odone foi presidente do Gremio por 7 anos, em TODOS ganhou ao menos um titulo, e nos 6 brasileiros que disputou a pior posicao foi oitavo, com esse handicap nao temo pela reconstrucao do time.
    Como socio nao me sinto enganado, pelo contrario, em futebol se erra e se acerta, mas nao tenho duvida que desde a gestao de Fabio Koff nao temos tantos acertos em uma gestao, acertos e resultados, alem de uma recuperacao financeira do clube. Tudo isso me faz pensar que realmente renascemos das cinzas, basta olhas dois anos atras e ver a nossa exigencia. ganhar do Avai, hoje eh chegar a Libertadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,583 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: