EMERGÊNCIA, RESISTÊNCIA PÓS-MODERNA, MULTIDÃO


Protótipos da capa (acima)


A capa publicada

Um dos blogs que faz parte dos 22 gaúchos da SIVUCA (meu corpus), o Alma da Geral, lançou uma discussão interessante, que me levou a pensar além. Depois, eu preciso saber se e como transpor isso para o meu texto.

Lembrei da aula que o Fausto (v. Midiatização e Processos Sociais, Antônio Fausto Neto) deu sobre uma comparação entre as capas das revistas semanais antes das eleições de 2002 e 2006. Nesse caso, nada a ver com redes sociais ou com internet. Olhem só esses posts:

CAPA DA SEMANA: CHÁVEZ POR ÉPOCA

AINDA ÉPOCA SOBRE O CHÁVEZ

Bem… Em um momento no qual a credibilidade da mídia corporativa como um todo, apesar de todo o seu poder e da midiatização crescente, anda abalada junto a vários setores da sociedade que sequer perdiam o seu tempo discutindo o papel da mídia corporativa, o Fausto disse que os editoriais estão mostrando o processo de produção (isto é, o que se passa por detrás das câmeras no estúdio; que a produção telefonou, mandou e-mail, buscou o entrevistado x no aeroporto, fora o espaço que muitos jornais dão para que o leitor escreva uma coluna).

Esse movimento existe pra mostrar que, “se a gente mostra pra você como nós fazemos; se você percebe o trabalhão que nós temos para levar a informação até você e, de quebra, se ainda abrimos espaço e, de certa forma, ensinamos um pouco a você como fazer do jeito que nós fazemos, é sinal de que o nosso trabalho é honesto, sério, gratificante e, portanto, CONFIÁVEL.

O caso dos links acima demonstra que a exposição daquilo que fica opaco dentro do ambiente de produção midiático torna-se quase transparente no momento em que é exposto na web através do FAZ CABER – um blog público que às vezes se esquece do tamanho da sua exposição midiática criado pelos técnicos e editores de capas e de fotografia da Editora Globo.

Santa vontade de aparecer fazendo de conta que não quer aparecer, Batman: a explicação dada pelos editores de Época através de um endereço www disponível para o mundo inteiro forneceu subsídios para interpretações diversas a respeito do seu processo de trabalho. Conseqüentemente, isso gerou n interpretações da mensagem enunciada na capa.

Voluntariamente ou não, seja de forma explícita (na carta ao leitor) ou implícita (em um blog editado pelo pessoal da arte), o fato de chamar o receptor para junto do veículo mantém intacto, em ambos os casos, o objetivo de fazer com que esse receptor que atende ao chamado da mídia mantenha a crença na importância da revista x, y ou z como fonte de informação confiável.

Portanto, a forma dos blogs independentes interpretar e difundir a explicação de como a capa foi feita a partir do blog da arte da revista não apenas ressemantizou a própria capa, de tal forma que essa nova visão a respeito do mesmo conteúdo contraria a intenção da revista.

Isso gerou uma réplica dos próprios editores de arte de Época. Portanto, a reverberação dos blogs independentes fez com que a revista precisasse se defender.

Voltando à dupla Negri e Hardt, imagina se isso virar moda como ocorre na propaganda eleitoral e nos debates, onde um lado só bate e acusa o outro só para fazer com que ele perca seu tempo se defendendo ou dando explicações ao invés de apresentar suas propostas ou realizações…

Explicando melhor: tal edição de Época contém muito mais do que a capa e a matéria de capa. Imagina se n blogueiros começarem a fazer a comunicação comparada da revista inteira, com n links (outros blogs, sites de notícias concorrentes, informações parecidas recuperadas a partir de um outro contexto que apresenta particularidades semelhantes, You Tube, Orkut e assim por diante)…

A revista não precisaria gastar mais páginas, aumentar seus editoriais e pautar seus articulistas tão-somente para se explicar?!

Não seria essa uma forma de resistência pós-moderna mais eficiente do que meramente mandar spam dizendo pra boicotar a revista ou fazer uma passeata na frente da editora?!

Blogged with Flock

Tags: , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com:
Publicado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,065 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: