[PRM 10] EVERTON 1×2 LIVERPOOL

http://premierleague.co.uk/

Assim como o GRÊMIO brasileiro, o GRÊMIO inglês, de vermelho, também venceu o clássico fora de casa pelo campeonato nacional. Neste caso, a English Premier League 2007/2008.

Em princípio, como não podia contar com o excelente centromédio Xabi Alonso nem com o goleador Fernando Torres, concordei com a escalação de Rafa Benítez para este derby: Reina; Finnan, Carragher, Hyypiä e Riise; Gerrard, Mascherano, Sissoko e Benayoun; Voronin e Kuyt.

Benítez costuma promover revezamentos constantes no Liverpool. Tal opção complica um pouco o ritmo de jogo, o entrosamento e a continuidade na Premier League, embora costume dar certo na UEFA Champions League. À exceção de Reina, Carragher, Gerrard e Torres, nenhum outro jogador pode ser considerado titular absoluto.

Qualquer outro jogador entra com freqüência neste time. Pela ordem de posição, cito Babel/Finnan, Agger/Hyypiä, Fábio Aurélio/Riise, Arbeloa/Mascherano, Babel/Sissoko, Leto/Benayoun, Pennant/Kuyt e Kewell/Voronin.

Fábio Aurélio, Babel, Lucas, Leto, Crouch e Le Tallec são reservas de fato. À exceção do lateral esquerdo ex-São Paulo e do desengonçado centroavante gigante, todos os outros são jovens promessas nas quais o clube aposta muito para o futuro.

Também acho que Crouch agora está sendo escanteado: só entra quando não há outro pra pôr na centroavância e não é convocado para o English Team há um bom tempo. Apesar disso, creio que Le Tallec ainda seja considerado muito “verde”. Ele foi o grande destaque da seleção francesa SUB-21 no último EURO da categoria.

Quarta que vem, o Liverpool viaja até Istanbul para jogar contra o Besiktas pela UEFA Champions League. Mas não poderia poupar ninguém, já que uma derrota tirar-lhe-ia a invencibilidade (quarto lugar com cinco vitórias e quatro empates) ou até mesmo um empate o tirariam do G4. Além disso, clássico é clássico e vice-versa, como diria Jardel. Mas isso não é tudo: na temporada passada, o Liverpool não venceu e não marcou nenhum gol sequer contra os Toffees.

A cidade de Liverpool é menos rica e menos populosa do que Londres, Birmingham e Manchester. Todavia, seus dois clubes possuem uma história incrível: o Everton é um dos 12 fundadores da liga. Os Blues ou People’s Clube (clube do povo), existem desde 1878 e é o clube que menos vezes foi rebaixado na história do futebol inglês: apenas duas vezes. Pouca gente dá bola para esse clube, mas ele tem nove títulos nacionais, sendo o quinto clube mais vezes campeão inglês.

Os Reds, por sua vez, são mais jovens (de 1892), porém é o Liverpool FC o clube mais vezes campeão inglês (18 títulos), o clube inglês mais vitorioso no cenário mundial e o terceiro clube com o maior número de conquistas continentais na Europa, perdendo apenas para Real Madrid e Milan.

O Everton também não pôde contar com seu principal atacante, que é um eventual convocado por Steve McLaren: Andy Johnson estava suspenso e três titulares vindos de lesão foram preservados: Tim Cahill (não entendo como esses ingleses gostam tanto de jogadores australianos – tsc, tsc, tsc…), Thomas Gravesen (aquele volante que o Luxa gostava no Real Madrid, mas que outros técnicos consideravam ‘brucutu’) e James Vaughan.

Meu bruxo ucraniano Voronin cansou de perder gols na cara. Foram pelo menos três. Sissoko não jogou nada e quem foi substituído relativamente cedo no 2º tempo foi o capitão Steven Gerrard. Aliás, Stevie G não tem conseguido jogar o seu máximo porque não está 100% fisicamente.

Outro que não jogou absolutamente nada foi o argentino Mascherano, ex-River e Corinthians. Ele esteve muito aquém de conseguir parar as jogadas no meio-campo do Everton, que tocava a bola em velocidade e jogou em contra-ataques rápidos.

O finlandês Sami Hyypiä, que sempre foi muito regular, não merece mais entrar em campo no início dos jogos porque a idade está pesando. Ele nunca foi genial, mas seus reflexos estão piorando dia após dia. Isso se refletiu na precipitação que resultou no gol contra que marcou a favor do rival aos 37′.

Não fosse a expulsão de Tony Hilbert ao derrubar Stevie G na área prestes a fazer o gol de empate e creio que os Blues teriam mantido a sua invencibilidade. O raçudo atacante holandês Dirk Kuyt, ex-Feyenoord, foi lá e marcou, colocado, no canto esquerdo de Tim Howard (goleiro da seleção dos EUA), com o lado do pé direito. Foi bola de um lado e goleiro do outro.

No finalzinho do combate, depois de vários gols perdidos por Voronin e Sissoko, sempre correndo o risco de levar o segundo gol de um Everton que contra-atacava em velocidade (como Johnson fez falta!) e cavava vários escanteios, a belíssima atuação do ex-gremista Lucas, o melhor jogador em campo apesar de ter disputado menos de 30 minutos de jogo, foi premiada: depois de um carrinho limpo que salvou um perigosíssimo contra-ataque do Everton; de sair jogando com tranqüilidade em três oportunidades nas quais a zaga retomou a bola sob pressão; e de dois lançamentos precisos para Voronin e Sissoko que só não fizeram porque foram afoitos, ele mesmo iniciou uma jogada que passou pelos pés de vários jogadores. Depois do chute que bateu na zaga, lá estava o próprio Lucas Leiva, camisa 21, no rebote. Seu chute à queima-roupa foi espalmado pelo… Centromédio Phil Neville (em excelente fase, justificando suas recentes convocações para o English Team).

Mais um expulso, mais uma penalidade, mais um gol de Kuyt, que cobrou no mesmo lugar. Howard, desta vez, pulou no canto certo e ainda tocou na bola, porém não o suficiente para impedir que ela chegasse ao fundo das redes.

Dunga, Lucas está pedindo passagem! ;)

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com: , , , ,
Publicado em ATIVISTAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,495 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: