FALÊNCIA DO SISTEMA POLÍTICO E DA MÍDIA CORPORATIVA

Embora não veja nenhuma busca pela hegemonia do pensamento social através de um discurso e de práticas predominantemente messiânicas no PT, as percebo com maior predomínio não apenas na CUT mas em qualquer sindicato. Contudo, admito que em todo partido político há, sim, algumas correntes que visam o totalitarismo, seja ele de direita ou de esquerda.

A idiossincrasia típica do sistema político-partidário vigente em todo o mundo aponta, por um lado, que todos os partidos pregam qualidade de vida, melhor distribuição de renda, programas sociais e desenvolvimento para todos; por outro lado, há a clara vontade anti-democrática de almejar ficar no poder ad eternum e de privilegiar quem pensa e age segundo a agenda dos estamentos de sustentação do(s) partido(s) ora no poder.

A maioria das boas intenções ficam apenas no papel e a corrupção inerente ao ser humano é impossível de ser debelada. A Sociologia diz que há um número mínimo e raro de pessoas extremamente ‘boas’ e extremamente ‘más’, ficando, a maioria da população, em um termo ‘médio’.

Diante disso tudo, embora tenha, dos meus 16 anos em 1989 até os 33 anos em 2006 saído com bandeira, camiseta, bandana e bótons do PT, não mais o farei, apesar de continuar apoiando boa parte das ações deste governo e tenda ideologicamente a caminhar com mais freqüência junto à aliança da Frente Popular. Dou suporte ao presidente Lula apesar de seus gigantescos erros (Luiz Carlos Azenha tem razão quando diz que ele é frouxo) como, por exemplo, a necessidade de governar com o apoio da direita moderada e do centro e a independência da parcela radical, ignorante e “abobada” da esquerda.

Os gravíssimos erros na administração do meio ambiente e da reforma agrária tornam o Brasil um mero fornecedor de commodities. E, apesar do investimento em um número que ruma ao satisfatório no ensino público superior, o investimento em ciência e tecnologia ainda é pífio.

Mesmo assim, temos um governo que está, sim, gerando melhorias significativas para uma grande parcela da população pobre do país. Não considero essas melhorias suficientes e tampouco as possíveis para o momento. Sei, ainda, que os erros de Lula e de seus aliados tipicamente de esquerda não são o “mensalão”, o “apagão aéreo” e tampouco a luta pela manutenção da CPMF, a não-redução das alíquotas do Imposto de Renda nem o fim dos impostos em cascata. Não foi o apoio aos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, nem tampouco o Bolsa Família. E, menos ainda, é a criação da TV pública ou o formato escolhido para a TV Digital. E não é nem mesmo a violência urbana.

Que fique bem claro: essas são as supostas mazelas do Governo Lula tão-somente para quem come galinha e arrota faisão, insuflada não diretamente pela mídia corporativa mas, sobretudo, pela enorme vontade dessa parcela da população em acreditar no sonho americano, no self-made man, no grã-fino cuja riqueza depende de 80% de falcatruas mas que, mesmo assim, não é negro, não é pobre, toma banho, não vive na periferia e é fisicamente saudável.

Afinal de contas, a voz da classe média não é a voz do povo e nem tampouco de deus. E, assim como a mim e à maioria dos leitores deste blog, o discurso da mídia corporativa não funciona.

Falta peito para bater de frente não exatamente com a mídia através de uma mídia oficial que não seja oficialesca mas, sim, através de um discurso mais firme e de conceder menos valor às solicitações da mídia corporativa.

O grande erro da esquerda brasileira é não perceber e nem tampouco aceitar que a mídia corporativa, apesar de sua insistência sistemática, não se constitui em “quarto poder” coisíssima nenhuma. Seu viés agendado rumo a determinados interesses, ela reflete, sim, os interesses comerciais de seus patrocinadores (banqueiros, latifundiários, multinacionais anti-ecológicas e anti-sociais). Todavia, independentemente da escolaridade do receptor, este não é passivo, como já mostrava o clássico livro Muito Além do Jardim Botânico, um clássico dos estudos de Ciências da Comunicação no país, de 1974.

Ao contrário dos tempos de Adorno e Horkheimer, temos estudos suficientes para comprovarmos que a mídia corporativa não persuade nem manipula tanto quanto se imagina através da supervalorização de determinados fatos, da desvalorização de outros, da omissão de mais alguns e também da mistura de notícia com espetáculo e de espetáculo com notícia: afinal de contas, certamente há diferentes opiniões, diferentes interpretações e diferentes interesses dentro de um receptor que não é burro e nem uno.

Logo, encontra-se, dentro do próprio pensamento único e da falta de democracia no uso, nas concessões e no teor da mensagem emitida pela mídia corporativa, uma das razões pelas quais seu agendamento é falho.

Se esse agendamento não fosse falho, Lula não teria sido reeleito e o país inteiro insurgir-se-ia através de saques, passeatas, carreatas e de um sem-número de colunas, artigos e editoriais muito mais virulentos do que os que encontramos no momento.

Concluo afirmando que a esquerda e o PT são a única solução possível em um sistema político e econômico do qual discordo redondamente, em meio a uma cultura de 507 anos que não pode ser desconstruída em apenas oito.

Mas eu não vou votar no Aécio Neves nem concordar com o apoio que Lula dará a ele, mesmo que seja apenas para dizer “antes ele do que Serra, Alckmin, FHC ou qualquer outra aberração do DEM, do PSDB , do PP ou de certos setores do PMDB”: meu voto será nulo pela primeira vez, sem dó nem piedade.

E eu não saio mais “fardado” de PT.

O poder de transformação social está na razão, na cultura, no ensino, na aprendizagem, na solidariedade, no cooperativismo, no fim do latifúndio, no serviço social, na psicologia, na ecologia, na engenharia, na pesquisa e no desenvolvimento científico-tecnológico responsável. Isso independe de partido político para ser pensado.

Insisto: o poder está conosco, na colaboração e na comunicação em rede, descentralizada. Nas ações de pequenos grupos coordenados, porém sem um dono, sem um mentor.

E a política partidária é inerentemente centralizadora. As corporações são centralizadoras.

Como alento, felizmente, o sistema está sendo transformado em alguma outra coisa – provavelmente melhor do que o que temos atualmente. É uma mudança muito lenta e gradual, porém contínua, sem pausas.

Blogged with Flock

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Anúncios
Sobre

Prof. M.S. @heliopaz | @unisinos | @comdig | @agexcom | @jetunisinos | @cultdigitalunis | @gremiosempre | http://bitly.com/tNhPU3

Marcado com:
Publicado em ATIVISTAS
2 comentários em “FALÊNCIA DO SISTEMA POLÍTICO E DA MÍDIA CORPORATIVA
  1. […] O PT NÃO É MELHOR NEM DIFERENTE: no momento em que começou a aparecer roubalheira (sim, houve mensalão – começou com os outros e tem origem bem antiga, mas por que diabos o PT aderiu a tudo o que mais abominava, hein?!). […]

  2. miguel grazziotin disse:

    Concordo em essência com o que dizes. Já até pensei em tomar mesma atitude, mas me explico com uma fabula.
    Havia um pastor que bradava em meio a praça publica, convocando a todos pelo amor e paz de Deus…ficav ali horas a fio, dia apos dia e quase ninguem lhe prestava atençao..Um dia alguem se aproximou e disse: -Porque nao desistes, nao ve que nao lhe dao ouvidos?
    Ao que o pastor repondeu: Se me calar, se deixar de lutar pelo que acredito..aí eles terao vencido…
    Por mais que o PT tenha seus erros, o que a midia quer é calar a unica coisa que até hoje lhes imprimiu medo..a Militancia do PT…e eu nao vou deixar que eles consigam…..
    Nao concordo com o sistema que está posto…mas lutarei até o fim na unica trincheira que pode infligir alguma derrot que é a do PT. A RBS, os conservadores, tremem quando lhes avisam: A PTezada está na rua de novo… e isto nao há o que pague..
    À luta companheiro….na trincheira correta, nao deixe que a midia corporativa e pelega lhe cale….
    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

page views
  • 309,495 (d. 12/05/2006)
Free hit counter estatísticas heliopaz.wordpress
comentários
Suzimary em PIRÂMIDE DO CAPITALISMO (…
Ivo Antônio Barra em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
maison pereira lima em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
Francisco Reginaldo… em E-MAILS DOS MINISTROS DO …
%d blogueiros gostam disto: