[UCL] FC BARCELONA/SPN 1×2 LIVERPOOL FC/ENG (I)


Ao contrário de muitos palpiteiros oportunistas ou irresponsáveis, jamais me sinto melindrado caso minhas previsões não dêem certo.

É com enorme satisfação que dou o braço a torcer: admito que quebrei a cara em relação ao técnico madrilenho Rafael Benítez, que fez fama na Espanha quando trabalhou no Valencia e, depois de alguns insucessos contra clubes importantes e em competições importantes, parece que finalmente, depois de um ano e sete meses em Anfield Road, conseguiu dar um belíssimo padrão de jogo para os Red Devils de Liverpool.

Há poucas semanas atrás, diante das duas derrotas acachapantes diante do Arsenal pela FA Cup e pela Copa da Liga Inglesa, pedi a cabeça do treinador. Passional e indignado, lembrei não desse 2×6 com time misto mas, sim, da enorme dificuldade em acompanhar o Manchester United e o Chelsea pau a pau e da perda do título mundial de 2005 contra o São Paulo, que não sai da minha cabeça.

Pois ontem, Benítez surpreendeu o todo-poderoso Barcelona em pleno Campo Nou, onde declarou ao diário catalão Mundo Deportivo que não esperava encaixar um gol, pois pensava em jogar somente no contra-ataque.

Bastava observar ligeiramente a escalação: ao invés de fazer como sempre faz na Premier League, não iniciou a partida com o gigante Peter Crouch. Preferiu, em lugar da referência fixamente posicionada na área e das jogadas aéreas pelas laterais, a velocidade por baixo do galês Craig Bellamy e a imposição física do atualmente “imexível” tanque holandês Dirk Kuyt.

Devo admitir que, além da estratégia do técnico, um jogador em especial me surpreendeu positivamente: o meia Sissoko, que bagunçou a marcação do meio-de-campo blaugrana.

Finalmente, para minha satisfação pessoal, uma confirmação: o lateral esquerdo norueguês John Arne Riise, para mim um dos grandes ausentes de quase toda a decisão do Mundial de Clubes de 2005 contra o SPFC em Yokohama por uma péssima escolha do próprio Rafa Benítez, ontem foi decisivo no apoio qualificado e pelo gol da vitória. Pelo seu lado do campo, o arisco Lionel Messi e o iluminado Belletti pouco fizeram durante toda a partida.

Há muito mais o que falar sobre esta partida. Neste post, só queria pedir desculpas sinceras ao ótimo técnico Rafa Benítez.

technorati tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Blogged with Flock

Anúncios

Publicado por heliopaz

@heliopaz | cultura de fã de futebol online/offline | Educação = cultura + ato político

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: